ONGs de fachada são financiadas do exterior para promover intervenção na Venezuela

Foto: Fundação Konrad Adenauer

Caracas, 17 Mar. AVN.- Organizações Não Governamentais (ONGs) de fachada recebem financiamento do exterior para promover o intervencionismo na Venezuela, advertiu o primeiro vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (Psuv), Diosdado Cabello, em seu programa "Con El Mazo Dando".

Cabello informou que a fundação alemã Konrad Adenauer financia porta-vozes e partidos da autodenominada Mesa da Unidade (MUD).

"Os aliados históricos da Fundação Konrad são (...) a Universidade Católica Andrés Bello, Universidade Monte Ávila, Copei e atualmente são os principais financistas dos partidos Primeiro Justiça, Vontade Popular e o Sindicato da Imprensa venezuelana. Realizam grandes transações através de instituições e organismos com as ONGs", denunciou Cabello.

O dirigente socialista ressaltou que a fundação alemã destinou um total de 198.506.178 bolívares para as supostas ONGs.

Cabello disse que entre 2015 e 2017, o Observatório Venezuelano de Prisões recebeu 9.711.000 bolívares, assim como o Centro de Estudos Parlamentares Fermín Toro, com mais de 9 milhões de bolívares. Também afirmou que a Fundação Jovem Futuro da Venezuela recebeu  mais de três milhões de bolívares; outra chamada Fundação de Estudos Municipais e a Associação Civil Reforma Judicial com 999 mil bolívares.

17/03/2017 - 08:00 am